Deputados parasitas e as suas trambicagens para manipular a população!

Deputados e suas manobras parasitais para ferrar a vida do cidadão!

No dia 28 de agosto foi derrubado o veto do presidente Jair Bolsonaro sobre a lei das Fake News. Portanto, quem publicar e replicar alguma fake news poderá pegar até 8 anos de prisão!

Em junho, o presidente vetou a Lei 13.834/2019 que instaurasse uma pena de até oito anos para quem replicasse ou reproduzisse notícias falsas para ‘fins eleitorais envolvendo candidatos’. Acesse e leia!

Ao todo, 326 deputados parasitais e 48 senadores parasitais foram favoráveis ao fim do veto. Sendo assim, àquele que publicar ou replicar alguma notícia falsa que possa PREJUDICAR a eleição ou reeleição de algum parasita estatal pegará até oito anos de cadeia.

Pelo que eu li e entendi dessa lei abilolada, essa ameaça de prisão para quem publicar ou compartilhar Fake News seja nas redes sociais, portais e blogs é apenas para fins eleitorais. Portanto, apenas para épocas de eleições. Será mesmo?

É óbvio que não! Isso não impede que alguma PEC (Projeto de Emenda Constitucional) proposta por algum parlamentar não altere essa lei tornando quase que impossível que alguns portais de notícias e/ou blogueiros independentes possam publicar suas matérias criticando o governo parasital como este post que vós estão lendo.

Até porque, o que motivou Jair Bolsonaro vetasse essa lei é que já tem outra lei eleitoral que está tipificada em outro dispositivo do Código Eleitoral com pena de seis meses a dois anos de reclusão, à calúnia, cuja lei está em vigor dês de 1965.

Existem várias plataformas que podem verificar se àquela notícia é Fake ou não, como por exemplo:

Entre outras plataformas que checam para o cidadão se àquela notícia é fato ou fake.

Sendo assim, o povão não precisa de uma babá para dizer se àquela notícia é fato ou fake. Os próprios cidadão e a internet podem em minutos desmascara uma notícia fake sem precisar que haja uma nova lei sob pena de até oito anos de cadeia para quem produzir ou disseminar alguma possível Fake News ou que tenha um enter central para dizer o que é #fato ou #fake.

Então, pra que outra lei? Com certeza essa nova lei será usada para outros fins – não eleitorais – a fim de tentar calar a boca de alguns críticos que adoram criticar o governo. Não vai demorar muito para que isso aconteça!

O projeto de Lei sobre o ‘abuso de autoridade’ que foi aprovado no Congresso em agosto na velocidade da luz é outro exemplo de que os parasitas estão mexendo os pauzinhos para barrar as investigações deles mesmos.

Essa LEI é tão aberta a “interpretações” que será quase impossível ter uma ‘segunda lava-jato’, por exemplo. No último dia 3, o presidente declarou que iria vetar uns 20 pontos dessa lei, sendo que o presidente tem até o dia 5 de setembro para aprovar ou vetar à lei.

Observação: O presidente sancionou a lei, mas vetou 36 dos 108 dispositivos no Congresso.

Continuando…

Aí eu pergunto: Se o presidente fosse vetar completamente essa lei do abuso de autoridades, o que vocês acham que esses parasitas iriam fazer?

Se você pensou na mesma coisa da lei da Fake News, você acertou! É muito provável que esses parasitas iriam derrubar o veto presidencial e iria aprovar essa lei a força. Goela abaixo. Simples assim! Já que a aprovação dessa lei de “abuso de autoridade” visa apenas barrar as investigações de peixes grandes que estão se borrando de medo de serem presos. Óbvio! Só não ver quem não quer!

Sendo assim, a atividade presidencial do nosso presidente é inútil, já que; o que adianta o presidente VETAR um projeto de lei se esses Deputados e Senadores têm o poder de DERRUBAR o veto presidencial. Isso quer dizer que o nosso presidente é um pau mandado do Senado.

Isso significa que o presidente só serve para realizar despachos e fazer reuniões com parasitas de outros países e blá, blá, blá? Fica ao seu critério!

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM/SP), disse que: “manter os vetos é da democracia”. Saiba mais acessando o blog da Andréia Sadi!

Projetos de lei que vai deixar a sua vida mais difícil!

Se você usufrui os serviços da Uber e da Netflix, por exemplo, prepare o bolso. O objetivo dos parlamentares é aumentar alíquotas voltadas para as companhias estrangeiras que prestam serviços pela internet, as chamadas OTTs (over the top) através da reforma tributária que está em andamento no Congresso parasital. A PEC 45/2019.

Governo manipulador e sua fome insaciável de impostos!
Governo manipulador e sua fome insaciável de impostos!

Segundo, Hildo Rocha (MDB-MA), presidente da Comissão Especial da Reforma Tributária, ele afirma o seguinte:

São empresas que auferem uma boa receita de serviço e que não deixam nada aqui para o Brasil, apenas captam esse dinheiro do esforço de cada um de nós e levam embora para outros países”, afirma o deputado.

Para o deputado, essas empresas ganham rios de dinheiro e levam tudo embora!

Aí é que esse ilustre deputado se engana:

  • E as empresas de dublagem que empregam centenas de dubladores?
  • E as empresas que legendam os filmes, séries, desenhos, documentários (…)?
  • E quanto ao Uber, 99 Taxi, Wappa, Lyft e Easy, que empregam milhares de trabalhadores que não conseguem emprego no mercado formal?

Vai me dizer que toda essa gente trabalha de graça e essas plataformas pegam a granas de todos e transferem para os seus respectivos países? Ninguém ganhou nada! É sério isso deputado? Tem certeza?

Fala sério! Isso esses parasitas não olham! É obvio que esses deputados só querem aumentar ainda mais a carga tributária no país – que não é nada pesada! Isso eles não conseguem enxergar!

A quantidade de empregos diretos e indiretos que essas e outras plataformas criam no nosso país vai muito além de onde os olhos alcançam!

Desgraça tributária pouca é bobagem!

Entrou em vigor no dia 1º de agosto a Instrução Normativa (abilolada) 1.889/19 (IN) da Recente Federal, no qual, obriga às exchanges brasileiras a declarar TODAS as transações com criptoativos. Acesse este post e saiba mais: Deputados ‘PARASITAS’ propõem impostos para o Bitcoin! O que não te contaram!

Como se a IN 1.889/19 da RF já isso não fosse o suficiente, outros parasitas da máfia estatal criaram projetos de lei que visam à tributação de criptomoedas:

O primeiro é do Deputado Estadual Thiago Auricchio (PL/SP), propõe que às transações com Bitcoin e heranças recebidas com criptoativos devem pagar impostos.

O outro projeto de lei (PL) é do Deputado Federal Luciano Bivar (PSL/PE) que propôs uma mudança em emenda à Constituição Federal (PEC) nº 045/2019 a inclusão de um NOVO IMPOSTO sobre operações com bitcoins e criptomoedas. Seria uma nova CPMF sobre todas as operações com criptomoedas.

Enfim, como você pode ler, os nossos ilustres deputados estão cagando e andando para os cidadãos. Esses parasitas só querem mais e mais impostos! Agem como uma draga sem fundo – só sugando, sugando e sugando ainda mais.

Não é a toa que os libertários adoram comparar os nossos ilustres deputados de parasitas, porque são assim que os parasitas atuam: sugando cada vez mais o dinheiro dos nossos impostos e mesmo assim, não vemos nenhum retorno digno, dê altura da carga tributária que pagamos cada vez mais todos os anos.      

O único modo de acabar com um parasita comum, que atacam algumas pessoas é através de antibióticos e o único modo de acabar com o parasita governamental é com a descentralização e a mesma já começou.

Boa sorte parasitas!

Leia também...